quarta-feira, 10 de julho de 2013

Exercícios Mentais Versus Gordura Intelectual

O meu miúdo entretém-se a fazer alguns exercícios mentais que me fazem sentir (apesar de neste momento estar ruiva) cada vez mais loira.

Hoje, na conversa pré-sono, feita a três, passou a explicar-nos alguns dos seus entreténs intelectuais. 
Foram os seguintes:

- Dizer as palavras ao contrário. 
Por exemplo: hipopótamo - omatópopih 

- Atribuir números às vogais e fazer contas de somar e de subtrair com elas.
Por exemplo: a = 1; e = 2; i = 3; o = 4; u = 5. Fazer as contas da seguinte forma:  a + e = i; u - a = o e por aí adiante...

- A partir de uma palavra, retirar-lhe as vogais e usá-las para fazer outras palavras que, posteriormente, serão utilizadas na construção de frases por ele inventadas.
Por exemplo: Da palavra "corda" retira o "o" e o "a", junta-as de forma a formar a palavra "ao" e insere-a numa frase qualquer "O Rui escreveu uma carta ao pai". "Este exercício não dá para fazer com palavras que tenham vogais repetidas" esclareceu.

Senti-me a aloirar de cada vez que ele, com uma destreza do caraças, dizia as palavras ao contrário e no final perguntava "então, está certo?" e eu tinha que lhe responder "calma, estou a pensar".
O culminar da minha sensação de "loirice" deu-se quando ele me tentou explicar o último exercício e eu não percebi patavina.

Definitivamente, tenho faltado aos treinos!


1 comentário:

  1. Ui, que complexidade. ;)

    Eu tenho a mania de contar o número de letras das palavras.

    ResponderEliminar

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...